segunda-feira, 14 de agosto de 2017

EMPODERAMENTO: NÃO É SOBRE O TAMANHO DO SEU BLACK POWER

Atualmente o termo EMPODERAMENTO tem sido muito empregado dentro de alguns grupos de lutas sociais. Ele é utilizado (ou deveria ser) para denominar o processo no qual uma pessoa se conscientiza e "se dá conta do seu poder". Empoderar-se é reconhecer-se enquanto sujeito(a) social, politico(a), autor(a), da sua própria historia e capaz de lutar por direitos que não são só seus,mas também de um grupo. Empoderamento é singular e é plural. Singular no sentido de que é um processo individual e pode ocorrer pelas mais diferentes motivações. Plural porque por meio do empoderamento aprendemos que a luta é coletiva, em prol das irmãs e irmãos.Ser empoderado(a) é elogiar um(a) companheiro(a), é defender os seus iguais que estão em situação de opressão,combater e denunciar o racismo - mesmo nas redes -, é inspirar e mostrar que as nossas características físicas não devem ser uma limitação para chegar onde queremos e que podemos sim ocupar qualquer espaço. É dizer pra uma preta que está com a auto estima fragilizada o quanto ela é linda. É enxergar e respeitar a beleza que existe na diversidade das nossas cores de pele,tipos de cabelo e formas do corpo. Inspirar e ensinar a cuidar da nossa estética também é empoderar. Pretos(as), ser empoderado(a) transcende o campo estético,então não vamos utilizar o termo como sinônimo de beleza,estilo ou algo parecido,certo? - Embora pessoas empoderadas sejam sempre bonitas,mas nem sempre vice-versa - ser empoderado(a) é entender que estamos juntos nessa luta e que somente juntos é que podemos ser de fato livres. Não estamos numa briga de ego. Vamos empoderar os nossos iguais e espalhar coisas boas por ai.

"Eu não serei livre enquanto houver"pretos(as) que não são, mesmo que suas algemas sejam muito diferentes das minhas".

Nenhum comentário:

Postar um comentário