quinta-feira, 9 de agosto de 2018

Miss Afro 2018 fará parte de côrte africana em evento tradicional de Salvador

No dia 2 de setembro (domingo),a partir das 13h, todos os caminhos nos levarão para o centro histórico de Salvador onde pelo 9º ano consecutivo será realizada a "Feijhôada" da Negra Jhô. Evento tradicional que para muitos, abre o verão da Bahia. A praça Teresa Batista (Pelourinho) será mais uma vez o palco para diversas apresentações culturais com artistas e grupos renomados como: Banda Didá, Samba Trator, Catadinho do Samba, Adão Negro, Samba Chinelo de Couro e participações especiais de Aloizio Menezes, Portela Açúcar, Tonho Matéria, Cica Rabelo, Libú do Reggae, Igbonan Rocha e Dj Fabio Lima. 
Que com certeza levarão alegria e descontração aos presentes que degustarão uma deliciosa feijoada feita pelas mãos mágicas da Condessa do Ébano, Negra Jhô.  E como de costume nossa Condessa sai do seu salão com a sua côrte afro, formada por bailarinos, que circulam pelas ruas históricas do pelourinho, saudando os ancestrais ao ritmo da Banda Didá  e acompanhada por todos que apreciam a cultura afrodescendente.
Entre os bailarinos afro estará presente pela primeira vez, a Miss Afro Feira de Santana 2018, Vandriane Ribeiro que foi eleita a representante afro feirense em concurso realizado com a participação de 123 candidatas.



Para a coordenação do Coletivo Moviafro, será uma honra participar desse momento tão importante da cultura negra da Bahia, isso representa que o trabalho realizado pelo Moviafro vem sendo reconhecido principalmente pela seriedade e comprometimento com as causas do povo negro. A Feijhôada é sem sombra de dúvidas uma mistura de emoções que celebram a diversidade cultural e religiosa do nosso estado.

Serviço:

"FeiJhôada" 
Local: Praça Tereza Batista - Pelourinho
Atrações: Banda Didá, Samba Trator, Catadinho do Samba, Adão Negro, Samba Chinelo de Couro e participações especiais de Aloizio Menezes, Portela Açúcar, Tonho Matéria, Cica Rabelo, Libú do Reggae, Igbonan Rocha e Dj Fabio Lima.
Data: 02 de Setembro de 2018, domingo, às 13h
Valor Promocional Camisa: R$ 20
Valor Promocional Ticket Feijoada: R$ 20
Informações: 071 3321-5710 / 99156-4580
Instagran: @feijhoada_nj


quarta-feira, 8 de agosto de 2018

Moviafro participa de oficina de turismo étnico em Feira de Santana.

Na tarde da última terça-feira (07/08), a Associação Cultural Moviafro representada pelo seu presidente Val Conceição e por uma das suas entidades filiadas Afoxé Filhos da Luz que tem a frente o professor Antônio Anunciação, além de Hely Pedreira(Pedagoga) e Adão Ferreira(Turbanista), ambos membros do Coletivo Moviafro, participaram da " Oficina de empreendedorismo étnico afro" para a Formação da Rede de Turismo Étnico Afro de Feira de Santana, realizada através de uma ação conjunta entre a Secretaria de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico por meio do Departamento de Turismo e a Secretaria de Turismo do Estado.
O objetivo dessa rede é a implantação de um roteiro de turismo étnico afro aqui em Feira de Santana que deverá iniciar as suas atividades a partir de Janeiro de 2019. Terreiros de Candomblé, Centros de Umbanda, Grupos de Capoeira, Produtores Culturais e  Artesãos, bem como Grupos Afros a exemplo de Afoxés e Blocos Afros são o público alvo dessa iniciativa. 
Segundo Adão Ferreira, que a cerca de quatro anos confecciona, divulga e comercializa os mais variados tipos de turbantes, participando inclusive de várias atividades culturais, será uma excelente oportunidade de divulgar ainda mais o seu trabalho já que Feira de Santana ainda não tem uma tradição nesse tipo de comércio.
Já Hely Pedreira que além de pedagoga e uma importantíssima ativista cultural, a formação desse roteiro em Feira servirá para dar maior visibilidade as expressões afrodescendentes que é bastante forte e diversificada na nossa cidade. Existem muitos espaços onde a cultura afro pulsa mais forte aqui em Feira de Santana que não têm a devida visibilidade. Acrescentou a pedagoga.
Foto: Acorda Cidade
Para Val Conceição, a participação do Moviafro nessas oficinas e também na rede, é de uma importância muito significativa pois um dos objetivos do coletivo é de exatamente oferecer ferramentas para que as entidades filiadas desenvolvam suas atividades de forma a se auto sustentar. Ainda segundo o presidente, é importante que todas as entidades filiadas ao Moviafro, participem para que todas possam estar presentes nessa rede desenvolvendo suas atividades de forma organizada e rentável.
Graça Cordeiro, diretora do Departamento de Turismo do município, também enfatiza a importância dessas oficinas para os movimentos sociais ligados ao movimento negro pois irá qualifica-los e inseri-los no comércio étnico afro no nosso município.

Fotos: Washington Nery